Plantio das Sementes e Germinação - Cultivo de Pimentas

Tópicos da Seção Cultivo:


1 - Introdução

2 - Sementes

3 - Plantio das Sementes e Germinação

4 - Transplante

5 - Cuidados e Manutenção

6 - Florescimento e Polinização

7 - Podagem

8 - Colheita

9 - Pragas e seus tratamentos


3 - Plantio das Sementes e Germinação


Para o plantio das sementes nós do PimentasOnline.com utilizamos bandejas plásticas pretas, divididas em células específicas (bandejas comumente utilizadas por viveiristas). Por possuírem uma parede fina e fundo vazado, essas bandejas são ideais para o controle de temperatura e economia na irrigação. Elas são vendidas em diversos tamanhos, sendo cotadas de acordo com o número de células. Com plantas de fácil cultivo, às vezes utilizamos vasinhos de barro para a fase inicial de germinação, ao invés da bandeja plástica. Essas opções são indicadas caso você tenha uma grande quantidade de sementes a serem plantadas. Se seu objetivo é algo bem mais simples, de menor volume de plantio, você pode optar pela utilização de copinhos de jornal. É uma forma bem simples, rápida e econômica de fazer a germinação de suas sementes. Além disso, você pode escolher por deixar o jornal no momento do transplante de sua muda para um vaso maior ou não. Nós do PimentasOnline fazemos a mudança de vasos ou local de plantio diretamente com a terra da planta germinada, rasgando e retirando o jornal. Veja como é simples o processo utilizando os copinhos de jornal:


1 - separe um copo e uma folha de jornal. O copo será sua "forma" para moldar seu "vasinho" de jornal


2 - enrole a folha de jornal em torno do copo de vidro e cole com fita adesiva as extremidades necessárias para fixar o jornal:


3 - dobre o excesso de jornal existente na parte inferior, cortando-o se necessário. Ao finalizar a fixação do jornal, retire-o do copo de vidro. Seu "vasinho" de jornal está pronto para ser utilizado:


Você pode utilizar a terra preparada com húmus, matéria orgânica depositada no solo, resultante da decomposição de animais e plantas mortas, ou de seus subprodutos, ou substrato de turfa - um composto orgânico naturalmente humidificado que auxilia no equilibrio do pH da terra para o plantio das sementes. Tenha muito cuidado com a irrigação ao utilizar bandejas plásticas, pois elas retém mais água e isso pode prejudicar o crescimento das raízes das mudas. Por isso dizemos que existe uma economia ao utilizá-las, pois a quantidade de água necessária é bem menor.

É importantíssimo limpar e esterilizar a bandeja antes de sua utilização. Dessa maneira você evita o aparecimento ou reprodução excessiva de fungos, que se multiplicam facilmente em locais quentes e úmidos. Caso você opte pela utilização da terra com húmus, é sugerido esterilizá-la também. Para isso basta utilizar um recipiente refratário e colocá-lo no forno, deixando-o sob um calor de 180 a 200 graus por meia hora. Algumas empresas de jardinagem já vendem a terra com húmus esterilizada. A esterilização da terra é importante para eliminar qualquer vestígio ou presença de sementes de ervas daninhas, fungos ou pequenos insetos que podem transmitir doenças a semente ou a muda. Apenas tenha cuidado porque a terra aquecida mantém a temperatura alta por muito tempo! Espere que esfrie por completo antes de utilizá-la no plantio.

Aqui no Brasil temos uma facilidade maior para cultivar as pimenteiras, pois a temperatura média na maior parte do tempo e em diversas regiões atende perfeitamente as necessidades desse cultivo - entre 23°C à 30°C constantes. Por isso é importante manter os vasinhos ou a bandeja plástica num ambiente com regularidade de temperatura para uma melhor germinação. Sementes que levariam em torno de 10 dias para germinarem à uma temperatura de 23°C, levará várias semanas - sem nenhuma certeza - para germinar em temperaturas mais baixas.

Siga estes passos para o plantio de suas sementes:

  • Preencha os vasinhos ou as células das bandejas plásticas com terra até o topo
  • Com o auxílio de um palito de dente ou algo similar, abra um orifício de aproximadamente 20mm de profundidade e com largura suficiente para que você possa depositar a semente
  • Coloque a semente no orifício feito anteriormente e cubra-a gentilmente com uma camada fina de terra. Isso será o suficiente para protegê-la da luz. Sim, a semente necessita dessa proteção para uma germinação eficiente. Somente após o surgimento do broto é que a luz (principalmente solar) se faz necessária
  • Umedeça a terra com água morna e coloque os vasinhos ou bandeja plástica no local onde você escolheu ou reservou para eles. Uma estufa seria o ideal para controle e estabilidade da temperatura, que deve permanecer em torno dos 27°C recomendados. Caso não tenha a possibilidade de utilizar uma estufa, basta colocar os vasinhos ou bandeja num local onde não há mudanças bruscas de temperaturas, bem como correntes de ar frio. Como sugestão, recomendamos colocar os vasinhos ou bandeja em cima de placas de isopor para manutenção da temperatura e principalmente evitar o contato com uma parede, chão ou solo com baixa temperatura.
  • Diariamente umedeça gentilmente a terra com água morna. Lembre-se: Se você estiver utilizando bandeja plástica, não é necessário regar a terra com a mesma frequência do que vasos comuns! A bandeja, como mencionado anteriormente, retém muito mais umidade. Cuidado para não "afogar" sua semente! Caso a bandeja ou os vasos já estejam num ambiente úmido, não é necessário regar a terra com frequência.

DICA: Coloque os vasinhos ou bandeja plástica no local - dentro do ambiente selecionado - onde bate a luz solar das primeiras horas do dia, para auxiliar na manutenção da temperatura.

LEMBRETE: Não esqueça de identificar os vasinhos ou células da bandeja plástica com o nome das variedades plantadas! Para evitar enganos futuros, pois as mudas são iguais em sua fase inicial de crescimento.



Assim que as sementes germinarem, surgem os primeiros brotos para fora da terra:



Eles necessitam de muita luz (de preferência solar) para crescerem. Sem luz, seu crescimento fica comprometido, além de causar debilidade ao broto da pimenteira. O indicado é que tenham pelo menos entre 12 a 14 horas de incidência de luz do dia (não necessariamente luz solar direta, uma vez que altas temperaturas podem chegar a atrapalhar o crescimento da planta). Se você não possui um local que possa fornecer essas características naturalmente, pode-se utilizar as lâmpadas fluorescente normalmente utilizadas em estufas ou viveiros de plantas. Não utilize lâmpadas fluorescentes ou elétricas comuns! Consulte lojas e estabelecimentos especializados em jardinagem e paisagismo para localizar essas lâmpadas específicas para cultivo. Caso você tenha que utilizar essas lâmpadas, basta instalá-las numa distância entre 150 a 200mm acima das plantas e deixá-las ligadas diariamente entre 12 a 14 horas.


Tópico anterior: 2 - Sementes

Próximo tópico: 4 - Transplante


Referências:


The Smithsonian Institute

Discover Magazine

Bioversity International